Play Trailer

A Bela da Tarde

Luis Buñuel Drama 1967 100 min
Assista em casa:
Por que assistir a este filme?

Este é, sem dúvida alguma, o trabalho mais marcante da musa Catherine Deneuve e do diretor Luis Buñuel – e, quem sabe, um dos mais famosos representantes do cinema francês, ainda que dirigido por um espanhol. Baseado no romance ‘Belle de Jour’, de Joseph Kessel, o título é um trocadilho com “belle de nuit” (dama da noite, como ficou popularizado aqui no Brasil), um eufemismo para prostituta – só que Séverine, a personagem de Catherine, trabalha apenas durante a tarde. Outra curiosidade é que o figurino leva a assinatura de ninguém menos que do estilista Yves St. Laurent. O longa-metragem é sexual, surrealista e escandaloso, como bem cabe no trabalho de Buñuel. Vencedor do Leão de Ouro do Festival de Veneza, ‘A Bela da Tarde’ é o filme que qualquer apreciador do cinema de arte precisa ter assistido – nem que seja para ter a propriedade de dizer “não gostei”.

A Bela da Tarde

Título original: Belle de jour

Gênero: Drama Ano 1967 Classificação indicativa: +14

Duração: 100 min País: França, Itália

A Bela da Tarde

Direção: Luis Buñuel

Produção: Robert Hakim, Raymond Hakim

Roteiro: Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière

Elenco: Catherine Deneuve, Jean Sorel, Michel Piccoli, Francisco Rabal, Pierre Clémenti, Macha Méril, Françoise Fabian, Maria Latour, Geneviève Page

O filme é: Ousado, Disruptivo, Dramático, Sofisticado, Forte, Visionário

Perfil: Clásico, Festivais

Sobre: Comportamento, Cotidiano, Encontros, Vida, Amor, Luxuria, Casamento, Sexo, Sexualidade, Sociedade

Origem: Europeu, Francês

Sinopse Séverine é a discreta esposa de Pierre que tem fantasias masoquistas que revelam suas frustrações sexuais. Curiosa, sem o conhecimento de Pierre, ela começa a trabalhar em um bordel, tornando-se a "Bela da Tarde", a terceira moradora do estabelecimento da Sra. Anaïs. Ao satisfazer a fantasia de seus clientes, Séverine também consegue se encontrar. Mas as coisas começam a dar errado quando Marcel, um gângster frequentador do bordel, apaixona-se por ela.

Obrigado, agora você está inscrito na nossa newsletter!