Pixel do Facebook

Filmes de 2019

Ao longo de 2019, o mundo presenciou o cinema fazendo história. Afinal, além de uma impressionante diversidade de títulos e gêneros, os filmes atingiram marcas inéditas. ‘Vingadores: Ultimato’, que encerrou a jornada de vários heróis da Marvel, se tornou a maior bilheteria da História com um faturamento de US$ 2,8 bilhões. Passou ‘Avatar’. E mostrou que o cinema não tem limites em termos de grandiosidade de histórias e personagens.

Afinal, além desse marco da Marvel, várias outras franquias e sequências de peso mostraram sua força nos cinemas. Keanu Reeves voltou a surpreender com o longa-metragem de ação ‘John Wick 3’, cheio de estilo e confirmando a importância dessa franquia. ‘Toy Story 4’, enquanto isso, emocionou com o encerramento de um ciclo. E ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’ dividiu o público com o fim da saga da família de Luke e Leia.

Melhores filmes de 2019

Engana-se, porém, quem pensa que o cinema se limita apenas às grandes franquias. Jordan Peele se reafirmou como um dos principais cineastas em atividade com o original e instigante ‘Nós’. Dá medo e faz pensar. Já o coreano ‘Parasita’ ficou em evidência depois de ganhar a Palma de Ouro do Festival de Cannes e caiu no gosto popular. Fez o cinema do outro lado do mundo cair na boca do povo. Não é à toa que fez a limpa no Oscar em 2020.

A criatividade e a originalidade surgiram em filmes de quadrinhos, que buscaram reinventar o gênero. Antes da estreia de ‘Homem-Aranha: Longe de Casa’, as pessoas se surpreenderam com a animação ‘Homem-Aranha no Aranhaverso’. Apesar de manter alguns estereótipos de filmes de HQs, o longa trouxe um visual marcante e um tipo de animação inédito. Acabou ganhando, justamente, o Oscar 2019 da categoria de animação.

Caos social

Já ‘Coringa’ se valeu de uma estética dos filmes de Martin Scorsese para colocar a história do vilão do Batman nas telonas. E não poderia ter dado mais certo: foi sucesso de crítica, passou da marca de US$ 1 bilhão em faturamento e recebeu 11 indicações ao Oscar 2020. Mostrou, assim, que não é preciso seguir uma mesma fórmula de piadas, efeitos visuais e ação desenfreada para fazer sucesso. Talvez tenha dado um novo rumo aos filmes da DC.

E não podemos esquecer do cinema brasileiro. 2019 foi o ano em que vimos o País brilhar nas telonas. ‘Bacurau’, de Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, surpreendeu com uma trama inteligente sobre resistência. A mistura perfeita de drama com violência. Documentários também fizeram a realidade brasileira vir à tona, como o indicado ao Oscar ‘Democracia em Vertigem’ e ‘Estou Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar’.

Ou seja: no cardápio de filmes de 2019, é possível encontrar de tudo. “Cinemão”, filmes para pensar, cinema do outro lado do mundo. São opções para todos os gostos e para todos os momentos, em várias plataformas. Basta escolher um e ter uma boa experiência.

Obrigado, agora você está inscrito na nossa newsletter!