Pixel do Facebook

Filmes disponíveis na plataforma Netflix

Depois de se consolidar como uma plataforma de streaming, com conteúdo dos mais diversos estúdios e países, a Netflix deu novos passos. No final de 2015, a empresa surpreendeu o mercado ao lançar o filme ‘Beasts of No Nation’. Foi a primeira produção exclusiva da plataforma, com o astro Idris Elba, e que transformou a Netflix em estúdio.

Afinal, a partir daí, não pararam mais de produzir. São lançamentos exclusivos semanais, como nenhum outro estúdio consegue fazer, dos mais variados gêneros, formatos e linguagens. Quem entra na plataforma da Netflix consegue encontrar algo que agrade.

Por exemplo: logo depois de ‘Beasts of No Nation’, que é um filme denso, violento e até um pouco abstrato, a Netflix deu largada em sua parceria com o ator Adam Sandler. A partir disso, já foram produzidos filmes como os besteiróis ‘Mistério no Mediterrâneo’ e ‘Lá Vêm os Pais’. E até mesmo o premiado ‘Joias Brutas’, que sai do comum de Adam Sandler.

Apostas premiadas

Aliás, apesar de não ter emplacado nos principais festivais e prêmios, ‘Joias Brutas’ era uma das principais apostas da Netflix para a temporada de premiações em 2020. Por outro lado, alguns dos filmes produzidos pela empresa se tornaram recordistas de indicações.

É o caso de ‘O Irlandês’, grandioso filme de Martin Scorsese e protagonizado por Al Pacino e Robert de Niro. Com um orçamento impressionante de US$ 159 milhões, o longa-metragem se tornou um dos principais atrativos da plataforma, que concorreu ao Oscar 2020 em dez categorias. Saiu de mãos abanando, mas mostrou a força da Netflix.

Na mesma temporada, o drama emocional ‘História de um Casamento’, protagonizado por Adam Driver e Scarlett Johansson, surpreendeu e faturou Oscar de Atriz Coadjuvante.

Outro filme original da Netflix que fez uma carreira impressionante na temporada de premiações foi ‘Roma’. Projeto extremamente autoral de Alfonso Cuarón, o filme chamou a atenção pela alta qualidade e pela força da história de uma empregada no México dos anos 1970. Acabou se consagrando como o vencedor do Oscar Melhor Filme Estrangeiro.

Origens e estilos

Outra coisa que chama a atenção no catálogo da Netflix é a diversidade de idiomas, culturas e países que é encontrada. São dezenas de filmes da Espanha, como ‘O Poço’ e ‘A Casa’; da França, como ‘Inimigos Íntimos’ e ‘Eu Não Sou um Homem Fácil’; e até do Senegal, com ‘Atlantique’. Sem falar, claro, de filmes brasileiros, cada vez mais presentes.

Na plataforma, estão títulos como ‘Democracia em Vertigem’, documentário que concorreu ao Oscar; ‘Laerte-se’, sobre a cartunista Laerte; ‘Modo Avião’, com Larissa Manoela.

Aliás, essa diferença entre estilos de filmes são regra na Netflix. Dentre as produções originais, existem documentários, comédias, ficção científica, terror e até romances juvenis -- com títulos queridos pelo grande público como ‘A Barraca do Beijo’ e ‘Para Todos os Garotos que Já Amei’. A ideia é que todo mundo possa consumir filmes na plataforma.

Obrigado, agora você está inscrito na nossa newsletter!